Passei mal e fui ao médico, disse a ele sou miastênica, ele respondeu: O QUE É ISSO?


segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Miastenia Opção de Tratamento - Troca de Plasma


A Troca de Plasma é reconhecida como uma das opções de tratamento para pacientes que sofreram um agravamento de sua miastenia.
Estudos de pesquisa recentes têm mostrado que a troca de plasma é tão eficaz quanto a imunoglobulina intravenosa. A troca de plasma, é um tratamento a curto prazo com benefícios duradouros uma média de 5-10 semanas. Medicação adicional pode ser usado para suprimir o sistema imune, por exemplo, prednisolona.

O que é e como e como funciona
Na Miastenia Gravis (MG) Os anticorpos atacam os receptores na junção neuromuscular ou a proteína muscular responsável pelo agrupamento / encontro dos receptores.
Trocas plasmáticas funciona para remover os anticorpos presentes no plasma.
Troca de plasma podem ser usados:
- Para gerir uma recaída súbita
- Para melhorar a fraqueza muscular antes de cirurgia
- Para auxiliar os tratamentos atuais, se o controle de MG é pobre
As melhorias podem ser vistas depois de uma ou duas traças e a melhoria constante pode ser vista por várias semanas. Alguns pacientes podem precisar de trocas regulares, como uma manutenção.

Troca de plasma é realizada por enfermeiros especialmente treinados, utilizando equipamento especializado. O tempo gasto com a troca depende do seu peso, a altura e a quantidade a ser trocada e, geralmente, não leva mais de 4 horas.
Troca de plasma pode ser em dias alternados ou diariamente, durante 5 trocas, que depende do centro de tratamento. Um tubo de plástico é colocado em uma veia grande, no braço ou na virilha. O sangue é circulado através de um aparelho chamado separador de célula. As células de sangue e plasma são separadas e as células são re-circulada com um substituto do plasma. Os pacientes em esteroides e outras terapias de imunossupressão devem ter sua medicação após sua troca para evitar lavá-lo para fora.

Quais são os efeitos secundários e os riscos associados com a troca de plasma?

Nenhum procedimento é sem risco, porém estudos recentes sugerem que a troca de plasma é um procedimento seguro. O especialista irá repassar por todos os riscos e efeitos colaterais potenciais com o paciente antes de começar, solicitando o seu consentimento.

Alguns riscos incluem: infecção, sangramento após a remoção de linha. Pode não ser adequada para pessoas que usam medicamentos para diluir o sangue ou pessoas com distúrbios de coagulação. Quem toma vacina contra a gripe sazonal deve se certificar que isso seja feito bem antes ou em uma data posterior.
Como troca de plasma pode causar uma mudança no volume de sangue pode haver alguns doentes que apresentaram pressão arterial baixa, tonturas, frieza nas mãos e pés.
Não é incomum a se sentir cansado após troca de plasma.


Troca de plasma pode auxiliar na rápida melhoria dos sintomas em pacientes com recaída significativa ou na apresentação inicial. Se estiver disponível no seu hospital, pode ser uma das opções de tratamento a ser considerada por seu neurologista. 

Por: Natalie James, Enfermeira Especialista em MG

MG Association - http://www.mga-charity.ie/


Nenhum comentário:

Postar um comentário